QpQ Resenha | Straight Outta Compton – A História do N.W.A.

"Straight Outta Compton - A História do N.W.A." faz todo sentido, mesmo para brasileiros

Vamos facilitar para quem tem dificuldade com inglês, o filme trata das histórias de alguns rappers famosos da década de 80. Simples e fácil de entender.

Sim, confesso que fui ao cinema cheia de preconceitos, com medo de ter que escutar rap (que não sou fã mesmo) durante as 2h e 27 minutos que o filme dura, mas, novamente, confesso que fiquei surpresa (olha o cinema me surpreendendo em 2015).

É temos muito rap, muito palavrão, muita música e dedo feio (?!?!?!?!) em cena. Mas também temos a história americana sobre a criação de Selos Independentes das grandes gravadoras (Selo é uma subdivisão da indústria fonográfica que permite a gravação e distribuição de Discos – em 1980 discos mesmo e até fitas cassetes, hoje permite a distribuição e vende de CD’s).

02StraightOuttaCompton

O filme com direção de F. Gary Gray (Uma Saída de Mestre), traz O’Shea Jackson Jr como Ice Cube (O poeta), Corey Hawkins como Dr. Dre (O gênio) e Jason Mitchell como Eazy-E (O negociador).

A trama mostra como o grupo surgiu, na violenta cidade de Compton, na Califórnia, e ganhou notoriedade após o disco de estreia deles, intitulado “Straight Outta Compton”. Com letras que falam sobre violência policial (incluindo a controversa “Fuck the Police”), racismo, a realidade do crime e das drogas, o N.W.A. foi alvo de diversos protestos dos mais conservadores e chegaram a ver suas músicas banidas da rádio. Após o estrelato, o filme mostra como disputas financeiras levaram o grupo que popularizou o Gangsta rap a ruir em 1991.

02StraightOuttaCompton

Preciso dar uma opinião certo? Então vamos lá! O filme em suas mais de 2h nos conta uma história real e muito americana. Se você gosta de música, como eu, e entende um tantinho só da indústria fonográfica e todas as situações que envolvem relações comerciais onde o mais velho e forte se dá bem, você vai gostar do filme!

Tire da sua cabeça o preconceito que nós brasileiros temos do rap e vá ao cinema! Vai ser uma boa experiência! Eu garanto!

Nota:

Please follow and like us:
Sobre Karen Barbosa
Publicitária, produtora de eventos e com mais de 30 anos de paixão por cinema e televisão. Hoje com uma coleção de DVDs, tickets de cinema e todas as plataformas possíveis para ver um filme, sou feliz assistindo o que amo, gosto e até assisto coisas que não sou fã!