QpQ Resenha | Scream Queens – 1ª Temporada

Muita gritaria e risadas na primeira temporada de "Scream Queens"

Esse é o bitch world mais literal que poderia existir, e não se engane se você acha que pode com essas garotas de aparência impecável e inofensiva, porque a arma está nas palavras, e essa é uma das agressões mais fortes, principalmente na prática do bulliyng. Quando que poderíamos imaginar que uma garota chamada Chanel, um assassino vestido de diabo vermelho e uma república de garotas ricas pudessem estar presente num mesmo contexto? Bem, para o criador de Scream Queens, Ryan Murphy (Glee, American Horror Story), isso faz total sentido. E realmente é hilário ver como tudo se encaixa.

01ScreamQueens

A série tira sarro de todas as tradições americanas e todos os valores distorcidos de uma sociedade aristocrata. Black Friday e Dia de Ação de Graças são brutalmente parodiados na visão de Chanel Oberlin, interpretada pela ótima Emma Roberts, com o melhor humor da tv nos últimos tempos.

O clima de fraternidade e comunhão que uma república deveria ter é totalmente virado do avesso na história, o que vemos é uma briga de unhas e xingamentos sem fim, mas no fim as meninas se entendem e voltam a se tratar como irmãs, aí no minuto seguinte passam a se odiar e a trair umas as outras. Aquele ditado que diz que mulheres não tem amigas e sim adversárias, está bem descrito em Scream Queens. Os dilemas feministas estão presentes com dilemas sobre relacionamento, casamento, riqueza, magreza e problemas hormonais.

02ScreamQueens

Com muitas piadas estupidamente engraçadas e boas sacadas de diálogos, a série utiliza a premissa clássica de uma tragédia em família que gera um futuro assassino em massa, que agora está mirando as moradoras da Kappa Kappa Tau para matá-las num ato de vingança. Nesse contexto todos são suspeitos e todos tem motivo para ser o assassino. A polícia, assim como em todo filme trash ou de terror que se preze, não funciona e nunca consegue descobrir nada, parte bem explorada pelo roteiro, sobrando para os próprios personagens, que precisam vasculhar cada pista, mas isso não é o melhor da série.

03ScreamQueens

Scream Queens realmente não seria a mesma sem a presença da rainha do grito original, Jamie Lee Curtis (Dean Munch) que celebra seu personagem icônico nos filmes Halloween, que serviram de inspiração não só para essa produção, mas para tantas outras, e mostra para as novas histéricas como se faz.

É impossível não gargalhar com as falas das Chanels que são tão extensas cheias daquelas verdades que todo mundo pensa. Abigail Breslin (Chamada de Emergência), Billie Lourd (Star Wars Episódio VII), Emma Roberts e Lea Michelle (Glee), formam um grupo no melhor molde Meninas Malvadas e conseguem ir além, com várias histórias estapafúrdias que misturam a ficção com a realidade, como a de Chanel nº3 ser filha do assassino Charles Manson.

04ScreamQueens

Com uma temporada um pouco arrastada, mas com ótimos personagens, ficamos na expectativa para que a insanidade das patricinhas super absurdamente ricas, volte para mais uma série de assassinatos.

Nota:

Please follow and like us:
Sobre Felipe Cavalcante
Formado em RTV, fã de boas músicas e boas histórias, sempre em busca de coisas novas e empolgantes. Obcecado por super-heróis e pela magia do impossível que se torna real nas telas da TV e do cinema.