QpQ Resenha | Meu Nome é Jeeg Robot

Quer conhecer um herói italiano? Assista "Meu Nome é Jeeg Robot"

Um super herói nascido do acaso, assim começa a história de Meu nome é Jeeg Robot, em que um homem que ganhou uma nova chance para fazer algo diferente com sua vida irá quem sabe influenciar a vida de outros.

jeeg 1

Enzo (Claudio Santamaria) é um ladrão comum, sem muita ambição. Ele sofre um acidente com lixo tóxico e percebe que algo nele muda, quando ganha mais força e resistência. É quando se envolve com Alessia (Ilenia Pastorelli), uma mulher que vive literalmente dentro de um conto de fadas, e uma gangue de criminosos liderados por Cigano (Luca Marinelli), que ele vai descobrir quais são seus limites e o que ele pode realmente fazer com o que parecem ser seus novos super poderes.

jeeg 2

Seguindo a fórmula da Jornada do Herói, o filme surpreende com personagens, trama, cenário, diálogos e tantos outros quesitos muito bem desenvolvidos. Além dos atores terem encontrado a medida certa de atuação para seus papéis, seus personagens ficaram muito bem representados, principalmente Enzo e Cigano. A loucura do vilão e seus atos de crueldade extrema não só o deixam cada vez pior mas na mesma proporção vão conferindo mais dignidade ao herói, como em toda clássica história que já conquistou tantos fãs pelo mundo.

jeeg 3

A trama se desenrola em Roma, em meio a suspeitas e ameaças de ataques terroristas que pedem por alguém que possa impedi-los, o que apesar de óbvio não nos faz perder o interesse. Além disso, as cenas não focam na parte histórica da cidade, mas passam sobre ela com normalidade, mostrando que são tão parte daquele cenário quanto os modernos vídeos que quando postados conferem fama a Enzo.

A dinâmica, bem como as referências diretas ao mundo dos super heróis, foi outro ponto bem explorado pois deixou o filme com um ritmo certo para as cenas de ação, de violência, de conquista e de descobrimento. Com certeza um destaque dentro da 8 ½ Festa do Cinema Italiano, essa é uma pedida que mostra a que veio.

Nota:

Please follow and like us:
Sobre Thais Wansaucheki
Publicitária descendente de ucranianos que além de cinema nunca dispensa um bom Chai. Como curitibana da gema, aproveito os (raros!) dias de sol andando de bicicleta e os dias de frio com livros, HQs e receitas de doces! Sem falar das horas de conversas com amigos que independem do clima. Adoro balões e sou fã e jogadora incansável de Tetris.