QpQ Resenha | O Sono da Morte

"O Sono da Morte" tem um nome bem pomposo, com cara de filme de terror bem terrível, mas ele tá mais pra um drama bem estruturadinho

Um casal perde o filho em um acidente muito traumático. Depois de descobrir que não pode mais ter filhos, decide adotar uma criança. Hum… você já viu esse filme antes, né? A diferença é que O Sono da Morte tá apenas disfarçado de terror. Sim, você me ouviu bem. O filme é mesmo um drama bem dramático sobre relacionamentos familiares, perda e aprendizado. Tá procurando terror com a mesma temática? Corre pro Netflix ver A Órfã ou Caso 39. Mas se você não se incomoda com um filme bem feitinho, mas lento, pode apostar neste aqui.

01

Em O Sono da Morte, Jessie (Kate Bosworth) e Mark (Thomas Jane) estão passando por mau bocados com a perda de seu único filho, Sean. Aí um dia eles decidem que é hora de superar o acidente e decidem adotar uma criança. Aí entra Cody (Jacob Tremblay), um órfão que tem um histórico um tanto estranho de rejeição por outras famílias. Na primeira noite na casa do casal, a gente já nota que o moleque não quer dormir (ele abre uma caixinha, tira uma bebida cafeinada de dentro, liga uma lanterna e se põe a ler). E quando dorme, descobrimos que ele tem sonhos incríveis, e pesadelos assassinos.

02

O filme tem pinta de terror, ainda mais se você conferir o trailer. Mas juro que tudo que tinha de terror tá no trailer. O filme em geral é bem lento, bem feito e estruturado, mas tem mais panca de drama. Dá até pra chorar, onde já se viu filme de terror assim? Tem uns jogos de câmera muito bacanas, onde em um momento você vê o monstro e em outros, não. E tem algumas cenas muito lindas em termos de fotografia e tal, como a da banheira, quando Jessie lembra do acidente que matou o filho. A hora que ela liga a luz do banheiro e, lá no fundo, vemos a banheira, toda iluminada, imperando no frame como um monstro a mostrar seus dentes pontudos, e temos a reação de Jessie, que caminha em direção ao monstro como que resignada. Uma cena e tanto.

03

De vez em quando o drama traz umas cenas de terror. O monstrengo das borboletas é feiosão, mas não assusta, não. É bem fantasioso, uma invenção de criança. Claro que às vezes tem algo saindo de debaixo da cama, de um canto escuro, mas nada de te matar do coração. Infelizmente ou felizmente? Ah, se você é um super fã de terror, como eu, é infelizmente :/

04

Bom, se você esperava um filme pra se assustar, como eu disse lá no começo, este não é o seu filme. Mas se você curte terror com história, muiiiiita história, e um ritmo bem mais lento e bem estruturado, você vai adorar este filme.

Nota:

Please follow and like us:
Sobre Melissa Correa
Cinema sempre foi minha maior paixão, sempre fez parte de quem eu sou. Quando criança, eu levantava pra ver filmes de terror de madrugada, escondida. Ficava até três da matina (bendito fuso horário de Los Angeles!!) pra acompanhar o Oscar. E salvava cada centavinho pra ver os filmes no cinema. Hoje também curto viajar, beber café e ler, mas o cinema continua em primeiro lugar na minha vida.