QpQ Resenha | Historietas Assombradas – O Filme

"Historietas Assombradas - O Filme" é uma animação brasileira para ter orgulho e chamar de nossa

Uma animação brasileira para ter orgulho e chamar de nossa, essa é a base do filme Historietas Assombradas – O Filme que estreia agora nos cinemas.

Pepe é um menino de 12 anos que mora com sua avó, uma velha bruxa chamada Ramona. Ao longo dos anos em que eles estiveram juntos, Pepe nunca desconfiou que é adotado, até que as evidências ficam fortes demais para serem ignoradas. Determinado a encontrar seus pais, ele parte em busca do casal, porém, a noite em que começa sua busca é também a noite em que sua avó é raptada pelos mesmos vilões que um dia separaram o menino de sua mãe e seu pai. Juntamente com seus dois amigos Maria Lurdes e Gastón, ele vai procurar incansavelmente por sua família.

Depois do sucesso alcançado pelo desenho que começou a ser exibido em 2013 pelo Cartoon Network, é de se esperar que o filme tenha pelo menos o mesmo alcance. Em meio a tantos desenhos que se valem de uma ferrenha crítica social e assuntos densos disfarçados por traços simples e diálogos irreverentes, Historietas Assombradas é uma opção mais light que não fica para trás.

Os personagens são carismáticos, divertidos, a trama é simples e conta uma história não muito diferente de outras, mas é a combinação desses elementos unidos a um estilo de desenho e cenário que lembram um filme de terror que deixam tudo com um toque especial.

O ambiente meio apocalíptico, mágico, povoado por seres que se parecem com monstrinhos como duendes, frankensteins e zumbis, é diferente e interessante. As cores também chamam atenção e são combinadas de formas diversas. Melhor do que uma aventura animada, Historietas Assombradas – O Filme faz as vezes de uma aventura de “outro mundo” e esperamos que tenha vindo para ficar.

Nota:

Please follow and like us:
Sobre Thais Wansaucheki
Publicitária descendente de ucranianos que além de cinema nunca dispensa um bom Chai. Como curitibana da gema, aproveito os (raros!) dias de sol andando de bicicleta e os dias de frio com livros, HQs e receitas de doces! Sem falar das horas de conversas com amigos que independem do clima. Adoro balões e sou fã e jogadora incansável de Tetris.