QpQ Resenha | A Origem do Dragão

"A Origem do Dragão" mostra dois grandes expoentes das artes marciais: Bruce Lee e Wong Jack Man

São muitos os casos de atores e personagens que alcançam um nível eterno de sucesso. Suas histórias serão para sempre lembradas e recontadas, como no caso de Bruce Lee e o novo filme sobre suas famosas capacidades de luta: A Origem do Dragão.

O filme mostra o encontro entre Lee e Wong Jack Man, quando este chega à São Francisco. Bruce tem sua própria academia de Kung Fu e Wong pretende apenas observar e se punir por alguns erros que cometeu no passado. Entretanto, um dos alunos de Lee se envolve com uma garota que é mantida refém da máfia chinesa e vai precisar da ajuda dos mestres para resolver um embate sem saber que eles mesmos tem seus próprios demônios para enfrentar.

Wong Jack Man é apresentado não só como um “rival à altura”, mas também como o único caminho possível para que Bruce evolua suas técnicas. No filme, ambos os personagens passam por períodos semelhantes em suas vidas: estão praticamente no auge de suas carreiras e habilidades com as artes marciais, mas precisam encontrar caminhos para alcançar novos objetivos. Porém, enquanto Bruce tem total confiança em seus conhecimentos e não deixa de mostrar isso em qualquer oportunidade, Wong segue uma linha mais humilde.

A parte mais interessante da história, são as diferenças e semelhanças entre o que se sabe sobre os dois e o que vemos retratado. Por exemplo, Wong nunca foi um monge shaolin e tinha o gênio mais parecido com o de Bruce do que o que aparece no filme. Já o personagem de Bruce tem mais semelhanças, uma vez que, além do temperamento, o soco dado a distância de um punho também é real. Da luta dos dois, pouco se sabe com certeza pois, assim como é mostrado no filme, não houve muitas testemunhas, porém o encontro em si foi determinante, assim como muitos outros, para que Bruce moldasse seu próprio estilo de luta, que seria um com características não de uma mas de várias artes marciais.

Se a narrativa cai um pouco no lugar comum de filmes do gênero, as cenas de lutas que os atores principais Philip Wan-Lung Ng e Yu Xia protagonizam fazem o filme valer a pena, e dessa vez, sem precisar desacelerar as cenas para ser possível ver os movimentos.

Nota:

Please follow and like us:
Sobre Thais Wansaucheki
Publicitária descendente de ucranianos que além de cinema nunca dispensa um bom Chai. Como curitibana da gema, aproveito os (raros!) dias de sol andando de bicicleta e os dias de frio com livros, HQs e receitas de doces! Sem falar das horas de conversas com amigos que independem do clima. Adoro balões e sou fã e jogadora incansável de Tetris.