QpQ Resenha | Curtas – In Your Face

"In Your Face" traz os curtas pesados e extremamente tensos

A categoria curtas acaba não recebendo o destaque que merece em alguns festivais. Ainda bem no MyFFF eles têm tanto destaque quanto os longas. Imagina só ter que contar uma história completa em 10 minutos? É para poucos. Então aproveita que aqui você não vai ter a desculpa de não ter tempo pra assistir e confira todos estes curtas incríveis no Festival, divididos em categorias (pra facilitar ainda mais sua vida!).

Na categoria In Your Face estão os curtas pesados e extremamente tensos. Mas relaxa, são no máximo 20 minutos de adrenalina, com moral de história e tudo, vai valer a pena rever alguns temas bem atuais trabalhados de maneiras bem diferentes.


Híbridos

No ritmo que estamos caminhando, produzindo lixo e fingindo que ele desaparece, este curta vai se tornar realidade num futuro muito próximo. Mas o interessante deste curta é que, nessa realidade alternativa, a natureza conseguiu se adaptar e vive feliz como se nada tivesse acontecido, continuando seu ciclo natural. Esperamos que na vida real ela encontre maneiras de superar nossos erros.

Nota:


Ao Amanhecer

Quando falamos em sobrevivência, a verdade é que nunca sabemos onde o ser humano pode chegar em situações extremas. O instinto de permanecer vivo deve viver em compartimentos obscuros de nosso cérebro, que somente são acessados em momentos malucos. Tipo quando se fica à deriva no mar, sem água, sem comida e sem abrigo do sol, por um par de dias. Aí nem amizade nem nada conta.

Nota:


Mãos Pequeninas

Este curta começa violento e desconfortável, com uma criança sendo raptada por um funcionário em vias de perder o emprego, ou seja, desesperado. O ritmo é frenético, o pequenino é literalmente tratado como uma mercadoria de troca, carregado como um saco de batatas pela floresta. Mas aos poucos o ritmo muda, e tudo vai ficando mais lento e o raptor tem tempo de refletir depois de passar alguns momentos com aquele pequeno ser indefeso em meio à floresta.

Nota:


Fera

Este curta nos enreda na relação entre dois amigos, muito amigos, inseparáveis, que brincando acabam se metendo em confusão séria. Mas nem eles têm noção de quão séria a brincadeira ficou até ser tarde. E de repente você, como espectador, se vê emaranhado naqueles sentimentos e sofrendo junto. Intenso, profundo e muito bonito.

Nota:


Please follow and like us:
Sobre Melissa Correa
Cinema sempre foi minha maior paixão, sempre fez parte de quem eu sou. Quando criança, eu levantava pra ver filmes de terror de madrugada, escondida. Ficava até três da matina (bendito fuso horário de Los Angeles!!) pra acompanhar o Oscar. E salvava cada centavinho pra ver os filmes no cinema. Hoje também curto viajar, beber café e ler, mas o cinema continua em primeiro lugar na minha vida.