Na Delegacia

Na Delegacia

Um filme surpreendente, a isso se resume Na delegacia. Irreverente, imprevisível e hilária, essa comédia de humor negro dirigida por Quentin Dupieux é uma bela surpresa dentre comédias francesas cada vez mais próximas ao padrão americano. A começar pela cena de...
Amanhã e Todos os Outros Dias

Amanhã e Todos os Outros Dias

A relação entre mãe e filha parece sempre ser sabotada na ficção e, também, na construção do senso comum. Se a psicanálise, em uma contextualização mais apressada, insinua que há vaidade na relação materna com a filha, o universo parece apresentar histórias que...
Nem Juíza, Nem Submissa

Nem Juíza, Nem Submissa

Sabemos que o cinema francófono é famoso por ser bem avant garde quanto ao quesito roteiro, direção e edição. Há um certo incômodo em permanecer dentro de um conceito engomadinho de arte burguesa por um tempo muito longo. Podemos dizer que existe um apetite crítico...
Sangue Ruim

Sangue Ruim

Sangue Ruim fala da intensidade das relações humanas e não perdoa, mostra o que há de bom e o que há de desesperador nos sentimentos. Grandes filmes merecem ser relembrados e revistos sempre. Especialmente os que conseguem se tornar atemporais e transformar assuntos...
Meu Anjo

Meu Anjo

O abandono parental – uma enorme porcentagem de crianças nascidas no Brasil, por exemplo, não tem o nome do pai na certidão – assim como a maternidade tóxica são temas espinhosos, difíceis de serem manejados no cinema. Apesar de que no cinema estadunidense...
Como Meninos

Como Meninos

Começando pelo título, Como Meninos é um longa repleto de erros com supostas boas intenções. Tentando homenagear, o que eles chamam de, o primeiro time de futebol feminino francês a comédia só consegue sabotar a história de mulheres que se organizaram, no começo de...
Quadro por Quadro