De Sombras e Asas

13.01.2017 │ 17:57

13.01.2017 │ 17:57

A sensibilidade e reflexão são as principais características de De Sombras e Asas, curta que combina a força da narrativa com a delicadeza de suas ilustrações.

Quando a mente está aprisionada não há para onde correr mesmo que as portas estejam abertas. Mas ao se notar um lampejo de mudança, ou rebeldia, é preciso se fazer ouvir. Essa é a trama que envolve Moann e Ciobeck.
Moann percebe que suas asas estão se transformando em algo diferente e por isso Ciobeck quer protege-la de uma sociedade opressora e contraditória que não permite o vôo e premia aqueles com as maiores asas.

Essa incrível história vai muito além dos seus 13min, e sua principal aliada, além dos personagens e enredo, foi a cor. Através dela, somos guiados a um pequeno grupo de pássaros enclausurados em uma montanha azul escura que vai descobrir todas as cores que envolvem a liberdade. Uma grande surpresa entregue pela dupla de diretoras Eleonora Marinoni e Elice Meng.
Nota:

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro