How To Get Away With Murder – 2ª Temporada

Série que consagrou Viola Davis, retorna com uma 2ª temporada ainda mais intrigante e perigosa.

18.04.2016 │ 09:10

18.04.2016 │ 09:10

Série que consagrou Viola Davis, retorna com uma 2ª temporada ainda mais intrigante e perigosa.

Trauma, abuso, violência, mentira. Vários fatores contribuem para a formação de caráter de um indiví­duo. Se pensarmos, toda ação e verbalização pode ter um resultado efetivo na mente humana. Todo comportamento é composto assim, ações e relações, tanto no meio social quanto familiar. Estamos falando de questões de cor, questões financeiras, distorções sexuais, assassinatos e coisas que não podem ser apagadas. Algumas pessoas possuem um gatilho, pronto para ser ativado a cometer infrações desses gêneros. Agora, como você se livra de tudo isso? Bem, para Annalise Keating (Viola Davis), tudo isso pode ser vencido no tribunal, mas nunca esquecido. A advogada de sucesso e professora de direito, ensina seus alunos a usarem todas as artimanhas para se safar de tudo, principalmente de assassinato.


How To Get Away With Murder, mais um acerto da produtora Shonda Rimes (Scandal, Grey´s Anatomy), que começou fazendo um barulho grande na tv dos EUA por sua sagacidade e trama envolvente, também ganhou o mundo após sua atriz principal, Viola Davis, ter ganhado o prêmio de melhor atriz no Emmy de 2015. Com tudo isso, as atenções se voltaram para o retorno da série, e o que muitas pessoas não conseguiam imaginar, era como aquela trama continuaria de onde parou. Parecia impossí­vel, já que o ano um foi tão surpreendente, mas aqui vemos uma segunda temporada ainda mais intrigante.


Já nas primeiras chamadas, podemos ver que a ví­tima da vez é a advogada durona Annalise Keating (Viola Davis), mas se você ainda não conhece How To get Away With Muder, fique preparado para se surpreender. Após a trama envolvendo o assassinato de Sam (Tom Verica), marido de Annalise, e o desfecho da irritante Rebecca (Katie Findlay), o grupo de advogados segue com novos mistérios e suas identidades particulares são cada vez mais exploradas. Conhecemos melhor a motivação de cada um dos alunos de Annalise, assim como o passado de Frank (Charlie Weber) e Bonnie (Liza Weil), que ganharam uma atenção especial. A união do grupo ainda não é amigável, mas com o tempo eles passam a querer e precisar uns dos outros para sobreviver as ameaças e jogos de chantagem de Annalise. Afinal, todos alí­ são cúmplices de um assassinato e por mais que eles continuem a se safar, nada vai fazer esquecê-los.


A série fala muito bem sobre pessoas, e pessoas não são perfeitas. Isso torna o seriado muito mais interessante. Temos como base a cena memorável de Viola na primeira temporada tirando a peruca que cobre seu cabelo real e desmontando aquela ideia de uma mulher linda e perfeita. Além disso, seus alunos também cometem sua parcela de irregularidades tanto da moral quanto do sistema como um todo, levando todos a um único ponto de encontro, Annalise. Aqui também não há espaço para tabu, afinal isso ainda existe? A série trata de todo tipo de assunto, desde homossexualidade, racismo, carreira, casamento, tudo o que vivemos no dia a dia, sem se preocupar com uma receptividade tangí­vel.


Muitos problemas da trama foram finalizados e algumas adições no elenco foram cruciais, como a presença da advogada Eve Rothlow (Famke Janssen), um antigo amor de Annalise que partilha com ela um segredo do passado que só é revelado próximo ao final da temporada. E por falar em final, o episódio 14 talvez seja o mais forte feito por uma série de tv até hoje. Sem entrar em detalhes e estragar a história para quem ainda não viu, a entrega de Viola a cena, mostra uma vulnerabilidade que transcende a tela e imediatamente nos leva as lágrimas.


Emocionante, forte e real. É assim que podemos definir o drama de assassinato mais sedutor e inteligente de todos os tempos. Com uma segunda temporada que supera o envolvimento e a participação do expectador junto com as reviravoltas da trama. É motivador ver um roteiro enxuto que guia o público e prende sua atenção por meio de emoções e respostas que fazem cada episódio ser uma experiência de surpresa.

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro