Maze Runner: Prova de Fogo

17.09.2015 │ 14:00

17.09.2015 │ 14:00

Depois de muita espera (se você é um fã da trilogia Maze Runner ou se gostou do primeiro filme, lógico), chegou Maze Runner: Prova de Fogo, continuação de Maze Runner: Correr ou Morrer (ah, vale lembrar que estamos falando de uma trilogia, e ainda tem mais um filme, e você vai ter que esperar mais um ano pra conferir o próximo). Os filmes são baseados nas obras de mesmo nome de James Dashner. Ok, acho que já dei todas as informações possíveis sem dar spoilers pra quem não viu o primeiro filme. Se você não viu o primeiro filme (ainda), largue esta resenha imediatamente e corra resolver este pequeno detalhe. Sim, vale a pena. Sim, eu sei que você viu Jogos Vorazes, você até tentou conferir Divergente, e tá cansado dessas trilogias, mas confia em mim, essa vale a pena. Depois volte e conversamos. Se você viu o primeiro filme, está liberado pra continuar a leitura 😉

01MazeRunner2
Neste segundo filme, acompanhamos Thomas, Teresa, Minho, Newt, Caçarola e Winston, que conseguiram fugir do labirinto e foram resgatados das instalações destruídas da CRUEL. Mas eles logo descobrem que o resgate não era realmente o que parecia, e então têm que enfrentar diversos novos desafios, incluindo criaturas parecidas com zumbis (chamadas de cranks) que habitam o deserto, enquanto procuram uma organização rebelde que habita as montanhas.

02MazeRunner2
Como eu comentei lá em cima, Maze Runner é uma aventura com uma outra pegada. Ela tem mais suspense, o ritmo é outro, e a história te deixa curioso, querendo saber mais. No primeiro filme você acompanha um bando de adolescente que sofreram lavagem cerebral e agora vivem em uma prisão cuja saída é um labirinto habitado por monstros. Agora a coisa piora um pouquinho mais (se é que isso é possível), e os adolescentes (ainda bem que eles têm energia de sobra pra correr) têm que enfrentar um ambiente muito hostil, com desertos, tempestades horrendas, no qual vivem os cranks (que não são zumbis lentos estilo Romeiro no começo da carreira, não! São zumbis estilo Zumbilândia e Guerra Mundial Z, rápidos). Quem quer mais diversão que isso? Mas peraí que tem também explosões, tiros, mais correria e ação pra deixar qualquer um com o olho grudado na telona por toda a duração do filme.

03MazeRunner2
Eu não li os livros, então não posso falar muito sobre a adaptação (fico esperando a sua opinião nesta aqui), mas em termos de roteiro, achei o primeiro filme mais redondinho. Este aqui tem algumas sequências meio inúteis em termos de história, e algumas cenas que ficaram meio posadas, parecendo ensaiadas demais. Mas as cenas boas compensam as que não são assim tão boas: que tal a sequência em que a turminha foge dos cranks em um shopping abandonado? Eletrizante, com uma dose certa de humor (imagina só Thomas e Minho despontando ao longe e gritando pro restante do bando “Corram”, e todos olham embasbacados sem entender, mas obedecem a ordem assim que avistam dezenas de criaturas perseguindo os dois). E tem também a cena em que eles fogem de uma tempestade elétrica.

04MazeRunner2
Bom, não vou ficar aqui contando a história, nem dando mais spoiler, nem nada. Vou só dar uma recomendação: hoje é dia de cinema, bebê, e Maze Runner é o teu filme. Vai com fé, compra pipoca (grande, doce embaixo, salgada em cima) e refri, chama o mozão, ou a galera, ou vai sozinho mesmo, porque sozinho é legal que você tem a companhia da pessoa mais incrível do mundo (você!!!), e boa sessão 😉

Nota:

[wpdevart_youtube]Dooy_1HvGVM[/wpdevart_youtube]

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro