Mogli – O Menino Lobo

15.04.2016 │ 12:02

15.04.2016 │ 12:02

Nada melhor do que ter expectativas atendidas em grande estilo. Mogli – O Menino Lobo chega mostrando um filme sólido, com cenas de tirar o fôlego, outras para rir e outras para sentir um frio na barriga, independente da idade.
mogli e
Criado por lobos desde pequeno, Mogli é um menino entre feras numa selva densa e perigosa que ele tem como lar. A maioria dos animais o vê como um filhote que está tentando se encaixar em algum bando, como muito bem instruiu Baguera, a pantera que o protege e o considera um amigo. Porém, quem não compartilha dessa visão é Shere Khan, o tigre. Ele acredita que Mogli representa uma futura ameaça, pois sabe que ele um dia se tornará um homem. Sendo assim, ele decide que Mogli deve ser eliminado a todo custo. Para evitar qualquer mal, o menino decide se juntar aos homens sem ter muita certeza do que esperar dessa união. É no caminho até uma aldeia próxima que Mogli irá encontrar novos amigos, perigos e seu verdadeiro lugar.
mogli 2
Para aqueles que se encantaram com o desenho de 1967 essa nova versão não decepciona. Existem algumas diferenças de ordem de enredo, mas nada que comprometa o filme, só o deixa mais interessante. Até porque, essa é uma versão nova.
Os personagens estão incríveis! A personalidade de cada um foi potencializada, já que vemos um animal “real” em vez de uma animação. E acredito que o mérito dessa questão fica com a cobra Kaa, que está mais sombria, mais persuasiva e mortal do que nunca. Shere Khan vem logo atrás e depois Baguera, com toda a força e gingado que os felinos têm. Cada um despontando para o bem ou para o mal, mas ambos com o mesmo lado sombrio da cobra, afinal, são todos animais selvagens. O único que manteve esse lado um pouco mais escondido do que os outros foi o urso Balu, que aparece todo bonachão e preguiçoso, mas que aprende coisas novas assim como Mogli e vai novamente conquistar os espectadores.
mogli 3
Os atores que deram voz aos personagens, pelo menos na dublagem, também contribuíram em muito para a construção de suas personalidades, mas existem algumas leves escorregadas. Não vou citar os nomes por acreditar que ao mesmo tempo em que é divertido descobrir vendo o filme, ajuda na imersão. Novamente achei que a melhor combinação foi a voz de Kaa, a atriz tem um tom de voz mais grave que com o efeito certo se adequou muito bem à cobra, sendo que o mesmo pode-se dizer de Shere Khan. Infelizmente a combinação do Rei Lui, o gigantesco macaco que vive nas ruínas ficou legal, mas não convenceu muito. A cena em que ele aparece foi construída de um modo que o mostra como um líder tirano e para combinar também com um lado malandro, de quem quer convencer, quem sabe outra voz fosse necessária.
MOGLI 4
Enfim, o resultado foi um filme que conservou a magia Disney e trouxe um brilho novo para história, mas isso todos puderam perceber: era somente o necessário.
Nota:

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro