Resenha │ Belas e Perseguidas

02.07.2015 │ 12:57

Na comédia Belas e Perseguidas dirigida por Anne Fletcher (A Proposta), Sofia Vergara (Chef) interpreta uma “delatora premiada” que não quer delatar; sua personagem, Sra. Riva, é uma latina sexy, extrovertida e desbocada. Reese Witherspoon (Livre) faz o papel da policial que tem a missão de proteger a testemunha até Dallas. O filme se passa no Texas o que nos remete ao mundo dos cowboys fora da lei, as duas são perseguidas por oficiais corruptos e pistoleiros assassinos.
Witherspoon encarna uma guarda rígida, sem jogo de cintura, totalmente inexperiente que deseja se destacar para honrar o pai, policial exemplar, morto em ação e Vergara deseja se livrar dela para fazer o que realmente acha certo.
Ambas as atrizes parecem estar se divertindo com a velha trama da amizade entre “patinho feio” e a mulher irresistível, mas deixam a desejar no quesito atuação. Elas falam demais durante todo filme. Muito diálogo para pouca ação e piada!
Os coadjuvantes também não convencem e a trama é bem superficial.
Para quem quer apenas rir, a comédia cumpre seu papel, porém as piadas e acontecimentos são previsíveis.
Um público pouco exigente irá certamente se divertir! Sofia e Reese têm uma boa veia cômica, e a química de ambas também existe, porém, o que assusta é saber que Witherspoon já recebeu um Oscar por sua atuação em “Johnny & June”.

Belas e Perseguidas

()
País:
Direção:
Roteiro:
Elenco:
Ano:
Duração:

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro