Resenha │ Lion – Uma Jornada Para Casa

16.02.2017 │ 09:55

Com uma performance tremendamente emocionante, Dev Patel (Quem Quer Ser um Milionário?) é a alma de Lion – Uma Jornada Para Casa, a incrível história real de Saroo Brierley e sua busca para encontrar sua família, da qual foi separado 25 anos antes, na Índia.
Comparações com Quem Quer Ser um Milionário? são quase inevitáveis e a forma como o filme descreve a infância na Índia lembra muito como Danny Boyle o fez em seu ganhador do Oscar. Mas enquanto o longa de 2008 era uma espécie de conto de fadas, Lion é algo completamente diferente – uma contemplação sóbria sobre a família, raízes e identidade do lar, que vai ficando mais séria a longo de suas duas horas de duração.

O roteiro de Luke Davies (Life: Um Retrato de James Dean) traz o olhar inocente de uma criança para os seus episódios mais angustiantes e, mais tarde, mostra a maturidade de um jovem que luta para conhecer a si mesmo apesar de grato pela vida que lhe foi dada por seus pais adotivos.
No filme, quando tinha apenas cinco anos, o indiano Saroo se perde do irmão numa estação de trem de Calcutá e enfrenta grandes desafios para sobreviver sozinho até ser adotado por uma família australiana. Incapaz de superar o que aconteceu, aos 25 anos ele decide buscar uma forma de reencontrar sua família biológica.

Tanto na Índia como depois, quando a ação muda para a Austrália, o diretor de fotografia Greig Frasier (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo ) enquadra as magníficas paisagens em toda a sua beleza e glória. Mas o que é realmente impressionante é a sensação de que Saroo é apenas um grãozinho de areia contra um mundo maciço e desconhecido, repleto de pessoas. Seu isolamento é intensificado ainda mais pelo desafio da comunicação, já que ele fala hindi e vai parar numa área onde apenas o bengali é a língua comum.
A capacidade dos cineastas de nos colocar dentro da cabeça de um garoto de cinco anos é incrível, basta reparar na cena em que o menino chega na casa de seus pais adotivos (interpretados por Nicole Kidman e David Whenham, que estão ótimos no filme) e encontra coisas como uma televisão ou uma geladeira.

Enquanto isso, quando o menino cresce e vira Dev Patel, o ator faz seu trabalho mais sincero e cheio de nuances, enquanto Saroo luta com sua lealdade conflitante. Há elementos que lembram diversos outros dramas sentimentais sobre personagens que se reconectam com seu passado, mas o roteiro acaba fazendo um trabalho que dá muita originalidade ao material como um todo, mesmo que não o seja totalmente.
Apesar de achar a busca de Saroo um pouco longa demais, o que parece apenas atrasar o resultado positivo que é inevitavelmente proveniente de sua busca (ou o filme não existiria). Não há como negar as belas emoções que este longa provoca, nem mesmo permanecer intacto sem derramar uma lágrima com a reunião alegre dos personagens no derradeiro final.
Nota:

[wpdevart_youtube]xwapiJxa_ag[/wpdevart_youtube]

Lion – Uma Jornada Para Casa

()
País:
Direção:
Roteiro:
Elenco:
Ano:
Duração:

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro