Resenha │ Pieces of a Woman

29.03.2021 │ 10:40

“Pieces of a woman” pode dar o Oscar de melhor atriz para Vanessa Kirby

Amo filmes de terror, mas juro que nunca fui tão aterrorizada quanto no plano sequência inicial de Pieces of a Woman (“Pedaços de uma mulher”, em tradução livre). Não é nenhum spoiler contar pra você que o casal Martha e Sean Carson passa por longos e sofridos e confusos momentos enquanto uma parteira domiciliar tenta trazer seu primeiro filho ao mundo – e falha miseravelmente. E você, como espectador, se sente espiando aquele momento tão íntimo e doloroso do casal.

Isso já seria suficiente para deixar uma mulher em frangalhos – ou em pedaços, se você preferir acompanhar o título do filme. Mas Martha tenta superar sua dor, com toda força possível, e do jeito que julga ser o melhor. Mas seu marido, sua mãe e a sociedade em geral tentam botar o dedo em cada decisão que ela toma, baseado em religião, crenças pessoais e tudo mais. E Martha vai precisar de muita força mesmo para juntar os pedacinhos de si e seguir.

A história é muito profunda e dolorosa – e acho que mulheres vão se relacionar, mesmo as que não são mães, pois temas gerais a todas as mulheres, como machismo, doutrina religiosa e influência de membros da família nas decisões de uma família. Você vai se pegar fazendo as perguntas que os personagens fazem para Martha a si mesma. Como eu agiria nesta situação?

E a atuação de Vanessa Kirby (The Crown) está impecável. Tanto que ela foi indicada ao Globo de Ouro, Bafta, Critics’ Choice Awards e Screen Actors Guild, além de uma indicação ao Oscar de melhor atriz. Você acha que ela ganha, qual sua opinião?

Pieces of a Woman

(Pieces of a Woman)
País: EUA
Direção: Kornél Mundruczó
Roteiro: Kata Wéber
Elenco: Vanessa Kirby, Shia LaBeouf, Ellen Burstyn
Ano: 2021
Duração: 2h06

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro