Roteiro de Casamento │ Resenhas: Quadro por Quadro

Roteiro de Casamento

26.05.2016 │ 14:54

26.05.2016 │ 14:54

Fabián Brando (Adrián Suar) é um ator famoso na indústria cinematográfica argentina. Seu ego é extremamente inflado, e é com certo desprezo que ele aceita contracenar com uma aspirante atriz em uma nova produção. Mas ao ver Florencia (Valeria Bertuccelli) no set, se apaixona perdidamente por ela. O arrogante ator cede espaço a um compreensivo colega de elenco sempre disposto a ajudá-la, a interceder perante o grosseiro diretor, com o qual sua musa tem um caso, e a compartilhar uma de suas inesgotáveis histórias com grandes nomes do cinema internacional.
RCasamento01
Florencia se deixa envolver no romance e acaba casando com Fabián, mas logo descobre que se apaixonou por um personagem que ele interpretava para seduzi-la; Fabián é raso como uma colher de sopa, e cai em desespero ao ouvir, na surdina, o desabafo frustrado de sua amada. Para não perdê-la, bola planos mirabolantes, e molda sua personalidade de forma a encantar a desacreditada Florencia.
RCasamento02
E é justamente a não verosimilidade das circunstâncias e as cenas com metalinguagem – ou o filme dentro do filme – que atraem a atenção para este roteiro. Fabián lança mão dos recursos mais estapafúrdios para sustentar um casamento que, como um filme mediano, tem um começo promissor, mas no seu desenrolar, cai no lugar comum. E deste mal sofre Roteiro de Casamento. Os atores entregam bem a veia cômica, mas quando o roteiro cai na mesmice, o filme perde o seu apelo, e nós perdemos o riso fácil.
RCasamento03
O casal de protagonistas e o diretor Juan Taratuto voltam a trabalhar juntos após a comédia Um Namorado Para Minha Esposa, de 2008. Entretanto, Roteiro de Casamento mantém a tradição: não importa o quão pomposa e cara seja a festa, a gente sempre volta pra casa reclamando de algo sobre o casamento.
Nota:

[wpdevart_youtube]qMyA8eKaR60[/wpdevart_youtube]

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro