Resenha │ Um Novo Capitalismo

30.11.2017 │ 14:05

"Um Novo Capitalismo" consegue tocar o público ao mesmo tempo que faz pensar

A Oxfam é uma confederação internacional que busca soluções para problemas sociais, como a pobreza. Recentemente, a Oxfam divulgou um relatório apontando que a parcela dos 1% mais ricos do mundo possuem a mesma riqueza que os 99% restantes. Esse relatório, que mostra a desigualdade no mundo, apoiou a ideia do documentário Um Novo Capitalismo. Dirigido por Henry Grazinoli, o filme apresenta relatos de empresários e de membros de comunidades pobres.

O documentário conta a história de empreendedores do Brasil, da Índia e do México que encontraram uma alternativa: construir um novo capitalismo, mais justo e humano.

Com a presença do neto do empresário Antonio Ermírio de Moraes, ele é o narrador e também produtor do documentário. Criticando ações como “vale tudo pelo lucro”, Antonio aposta na ideia de que um empreendedorismo preocupado com o impacto social, é mais sustentável e mais humano.

Um Novo Capitalismo conversa com quem comanda e promove negócios e também com a comunidade que é beneficiada por eles. O documentário mostra como programas bem planejados conseguem mudar a cara de uma sociedade, e como conseguem oferecer possibilidades de mudança de vida e realidade. A preocupação com o futuro é o guia que move empresas e pessoas interessadas no bem social.

Com uma fotografia e um roteiro bem estruturados, Um Novo Capitalismo consegue tocar o público de forma suave e ao mesmo tempo faz pensar. Reflexões como “O que fazer para construir um mundo mais justo diante da imensa desigualdade social?” são levantadas durante o filme, e ouso dizer que o público também ficará com esses questionamentos na mente. Recomendo!

Um Novo Capitalismo

(Um Novo Capitalismo)
País: Brasil
Direção: Henry Grazinoli
Roteiro: Henry Grazinoli
Elenco: -
Ano: 2017
Duração: 1h15

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro