UP - Altas Aventuras │ Resenhas: Quadro por Quadro

Resenha │ UP – Altas Aventuras

03.09.2009 │ 10:58

"UP - Altas Aventuras" supera filmes anteriores da Pixar e dita nova meta à alcançar

Alguém ainda duvida da genialidade das mentes por trás do estúdio de animações da Pixar? Se Wall-E já havia levado as animações do estúdio a um patamar inalcançável, UP – Altas Aventuras consolida de vez o tal nível de perfeição que só esses magos da computação gráfica conseguiram até hoje.

E se UP é o primeiro dos longas da Pixar a empregar a tecnologia 3D em sua exibição, o faz de forma acertada e comedida, trazendo uma maior realidade e imersão a um mundo tão vasto criado pelos animadores.

Assim como Procurando Nemo, o filme possui um começo bastante interessante, mostrando uma perda do personagem principal. Mas o que no longa de 2004 foi suavizado na forma de mostrar, aqui é demonstrado com maestria, porém ainda cheio de sutilezas, o que faz com que todos tenham de tirar seus óculos 3D para enxugar as lágrimas, já nos 10 minutos iniciais.

E por falar em minutos iniciais, acredite se quiser, mas com três minutos de projeção, somos apresentados a toda uma trajetória do personagem principal, que se mostra tão encantador, que não há necessidade de mais do que isso para atrair a simpatia e o coração do público.

Mas é a tal perda desse personagem, nos minutos iniciais, que permeia toda a duração do filme. Um estopim que move as ações do personagem principal, que ganhou dublagem nacional por Chico Anysio.

E se os traços de Carl Fredricksen são caricatos ao extremo, sua jornada, embora cheia de fantasia e aventura, nos faz ter a vontade de sair em uma aventura semelhante. Talvez não amarrando vários balões à própria casa, mas de alguma outra forma qualquer, como aquele famoso caso do padre.

E se a aventura planejada por Carl não sai exatamente conforme o planejado, graças ao escoteiro Russel, que acaba sendo levado junto. Esse rapazinho é o responsável pela maioria das situações engraçadas e emocionantes do longa.

As tais Altas Aventuras, embora remetam à casa voadora, vão além das alturas. Novas amizades se formam, inimizades também, mas a verdadeira face do longa se mostra ao terminar a projeção e perceber que, UP é uma baita aventura sim, regada com altas doses de humor e emoção.

UP – Altas Aventuras

(UP)
País: EUA
Direção: Pete Docter, Bob Peterson
Roteiro: Pete Docter, Bob Peterson
Elenco: Edward Asner, Jordan Nagai, John Ratzenberger
Ano: 2009
Duração: 1h36

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro