Resenha │ Volta à Terra

11.01.2017 │ 18:33

Volta à Terra, documentário produzido em Portugal, é o primeiro filme do diretor de fotografa João Pedro Plácido. O filme ganhou o prêmio de melhor DocLisboa de 2014 e se passa na pequena e quase extinta aldeia rural de Uz, norte de Portugal. Plácido acompanha os únicos 49 habitantes da aldeota, camponeses que mesmo nos dias de hoje parecem ainda viver em um bucólico passado.

O documentário percorre a vida dessas pessoas durante um ano, registrando todas as mudanças de clima que caem sob a imutável Uz. Seja no inverno rigoroso e ou no quente verão, as estações ditam as regras do cotidiano desses trabalhadores. O filme, em especial, centra-se em dois desses trabalhadores rurais: Antônio e Daniel.
De gerações diferentes, Antônio, o mais velho, e Daniel, o mais jovem, resumem os sonhos e anseios dos habitantes de Uz. Antônio representa o sentimento de orgulho de pertencer à aldeia, fixando suas raízes. Daniel representa os desejos do amanhã, a busca pelo amor e pelo desconhecido.

Volta à Terra é em si um filme bonito e emocionante, e agrada aos olhos de quem assiste pelos bons enquadramentos e pela fotografia atenta a texturas. É um filme que fala de amor, de saudade e também de futuro.
Nota:

[wpdevart_youtube]TpEU8_EA_bM[/wpdevart_youtube]

Volta à Terra

()
País:
Direção:
Roteiro:
Elenco:
Ano:
Duração:

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro