The Leftovers – 3ª Temporada

05.06.2017 │ 14:27

05.06.2017 │ 14:27

Com base na fé e na psicologia, The Leftovers, série da HBO que chega a sua terceira e última temporada, foi um dos programas mais polêmicos sem ter atingido a grande massa. Injustamente, sua trama não foi o sucesso que se esperava, mas isso não fez com que os criadores Damon Lindelof e Tom Perrotta desistissem de levar adiante uma das histórias mais emocionantes e bem trabalhadas do canal a cabo.

A partida repentina, evento responsável pelo sumiço de parte da população do mundo, foi o ponto de início da série que levantou inúmeras teorias sobre o que poderia ter acontecido com essas pessoas que desapareceram. Crianças, mães, pais, avós, bebês, muitos deles de repente não estavam mais lá e não deixaram rastros. O evento de 14 de outubro, traumatizou aqueles que ficaram, as sobras do título. Tudo isso, invocou resistências, revoltas e um enorme sentimento de impotência por falta de respostas. Após os eventos da segunda temporada, a evolução de Kevin, personagem de Justin Theroux, parecia estar clara: ele seria o salvador de todos, aquele que traria todas as respostas do lugar onde estavam as pessoas que se foram. Engraçado como o roteiro, brilhantemente escrito e a direção de um bom gosto sem igual, conseguiu despistar completamente o público de sua revelação final. Mesmo que sem uma explicação, a conclusão além de inesperada, trouxe com clareza os propósitos de outro personagem, que carregava seus pecados e não tinha medo de encará-los, trazendo enfim mensagens de amor para quem mais precisava.

Na promessa de que algo extraordinário acontecerá no aniversário da partida repentina, a série nos leva as expectativas do fim do mundo, mas sem perder tempo e também sem se apressar demais, a série conseguiu sintetizar episódios diferentes sem perder o clima do que havia sido estabelecido em 2014 e ainda foi além na conclusão dos personagens, em especial Laurie (Amy Brenneman) que teve um arco muito importante de se perdoar por ter entrado numa seita e se libertou sem esquecer de seus pecados num episódio revelador e lindamente filmado. Cheia de referências bíblicas, a série também trabalha seus personagens e os assemelha a imagens dos apóstolos e seus perfis, levando-os aos seus picos de tensão para depois revelar a moral aprendida de cada um.

Basicamente a série buscou ir a fundo com os traumas dos personagens que precisavam lidar com essa nova situação do mundo, sempre em busca de respostas. Algo que nos leva diretamente a colisão entre fé e psicologia, duas ciências que nos unem como seres humanos e nos guiam até a morte. Com uma temporada final forte, emocionante e verdadeira, The Leftovers deixa seu legado com uma história inusitada e que carrega boas lições a partir de uma metáfora.
Nota:

[wpdevart_youtube]DOWrp7QlW4c[/wpdevart_youtube]

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro