O Maior Amor do Mundo

07.05.2016 │ 11:28

07.05.2016 │ 11:28

Garry Marshall pode não ser um nome tão emblemático quanto Tarantino, Scorsese, Iñarritu e outros grandes, mas gente, ele é o cara por trás de Uma Linda Mulher, um dos filmes mais amados na face da Terra, e que emplacou de vez a carreira dos grandes astros Julia Roberts e Richard Gere. Ele também apresentou ao mundo Anne Hathaway, em O Diário da Princesa. E já reparou que ele tem uma trupe fiel que sempre aparece em seus filmes? Hector Elizondo é um deles, você pode procurar na filmografia que o cara tá sempre presente. Garry é uma mãezona do cinema, gente! Nada mais adequado do que ele homenagear as mães nessa data e lembrarmos que amor de mãe é O Maior Amor do Mundo (dessa vez o título brasileiro superou o simplinho original, Dia das Mães).
mothersday_8
O filme é de uma leveza muito gostosa. Quem viu seus filmes mais recentes, Idas e Vindas do Amor e Noite de Ano Novo sabe que o diretor às vezes se perde mesmo com tanta história entrelaçada, mas neste ele acerta a mão, focando em quatro arcos familiares com personalidades e dramas bem construídos. Temos Sandy, vivida por Jennifer Aniston, mãe de dois filhos – Mikey (Caleb Brown) e Peter (Brandon Spink) –, e que tem uma relação muito boa com seu ex-marido Henry (Timothy Olyphant), não fosse a surpresinha que ele reservou para revelar depois rs
mothersday_4
O outro arco é um pouco maior, com a família de Jesse (Kate Hudson) e Gabi (Sarah Clarke), irmãs que vivem uma do lado da outra e bem longe dos pais que vivem no Texas e são extremamente preconceituosos e retrógrados, Flo (Margo Martindale) e Earl (Robert Pine). A história aqui é a seguinte: Gabi é gay e nunca contou para a família, justamente por medo de represália. Ela vive com a companheira Max (Cameron Esposito) e o filho super inteligente Charlie (Owen Vaccaro), enquanto Jesse é casada com um indiano, Russell (Aasif Mandvi) e tem um filhinho coisa mais fofa da vida, Tanner (Ayden Bivek). Há uma tensão entre as filhas e os pais, que não concordam com suas escolhas de vida, o que, gente, é a coisa mais comum em família, né? Achei bem retratado no filme, porque é muito o que vemos acontecendo na vida real.
Omaior
Então temos Kristin (Britt Robertson) e Zack (Jack Whitehall), casal fofo e jovem que trabalha em um bar e que tem uma adorável bebê. Zack tenta despontar como comediante em stand-up e casar com Kristin, que tem uma pendência pessoal a ser resolvida antes de aceitar o pedido. E o último arco é o de Bradley (o lindo Jason Sudeikis), pai viúvo com duas filhas, Rachel (Jessi Case) e Vicky (Ella Anderson), que ainda sente a morte da esposa (Jennifer Garner) e tem dificuldades para se acostumar a tantas mudanças em relação a suas filhas pré-adolescentes.
mothersday_3
Não é um filme cabeça, não é uma comédia escrachada. Não é um filme sem falhas também, mas O Maior Amor do Mundo retrata bem o que é ser família – é ter uns arranca-rabos, engolir uns sapos, mas também estar presente e superar diferenças. Feliz dia das mães, pessoal!
Nota:

[wpdevart_youtube]wb0gsKDX4oA[/wpdevart_youtube]

Você também pode gostar…

  • Leia mais
    O Nascimento de uma Nação
    10.11.2016
  • Leia mais
    Master of None - 2ª Temporada
    15.05.2017
  • Leia mais
    A Princesa e o Sapo
    10.12.2009
Quadro por Quadro