Frantz

Onde assistir
“Frantz” é mais um belo filme de François Ozon

François Ozon é um dos diretores franceses mais interessantes atualmente. Você deve lembrar dele dos mais diferentes longas, como: 8 Mulheres, Swimming Pool – À Beira da Piscina, Potiche – Esposa Troféu ou Jovem e Bela. Agora ele volta aos cinemas brasileiros com Frantz, filme que teve diversas indicações ao César, o Oscar francês.

Frantz se passa em Quedinburg, uma pequena cidade alemã, logo após a Primeira Guerra Mundial. Anna (Paula Beer) chora diariamente no túmulo de seu noivo, Frantz, morto em uma batalha na França. Um dia, um jovem francês, Adrien (Pierre Niney), também coloca flores no túmulo. Sua presença, logo após a derrota alemã, inflama paixões e conflitos na pequena cidade.

Ozon tem um talento especial para extrair performances incríveis de suas protagonistas e aqui não é diferente. Paula Beer faz uma Anna incrível, seus olhos brilham e seu rosto expressivo fornece um mapa de emoções que muda constantemente entre dor, esperança e saudade.

O aparecimento de Adrien é o grande mote para tirar Anna e os pais de seu noivo da letargia de viver com uma espécie de fantasma em sua casa. Ele parece ter saído de um romance de Proust ou algo assim. Por que ele existe e qual é sua ligação com Frantz?

Adrien afirma ter sido amigo de Frantz antes da guerra. Porém é óbvio que há algo mais na história, e você vai criar diversas teorias até a chocante revelação. Mas o segredo guardado por Ozon é menos chocante do que suas teorias, e ainda assim mais poderoso.

Falar mais sobre Frantz seria quebrar o feitiço que o filme lança sobre nós, apesar de este ser o filme mais simples de Ozon em algum tempo. Filmado em preto e branco, o filme se aquece em cores em momentos importantes, quando o luto monocromático é substituído por uma espécie de esperança.

Cada personagem no filme, até o menor dos coadjuvantes, guarda um segredo e esconde suas mentiras, e essas mentiras geram mentiras maiores até que a verdade seja uma memória distante. É o que acontece quando a vida se torna insuportável para enfrentar e assim Frantz nos dá algo para nos segurar em meio ao caos.

Você também pode gostar...