Jessabelle – O Passado Nunca Morre

18.06.2015 │ 10:24

18.06.2015 │ 10:24

Sete meses após seu lançamento nos Estados Unidos, Jessabelle – O Passado Nunca Morre chega finalmente ao Brasil (horay!!). E lembra: falou de morte no título, muita chance de ser filme de terror (bateu, é goooollll), e este aqui não decepciona! Claro, claro: como todo bom filme de terror, ele não traz nada de novo, vemos muitos elementos e personagens clichezentos amigos nossos de outros carnavais, mas no final… ah, eles funcionam muito bem e entregam os sustos (que é o que a gente quer, na verdade).

01Jessabelle
(E pra te deixar no clima de Jessabelle РO Passado Nunca Morre, clica aqui e confere esta m̼sica da trilha sonora enquanto voc̻ l̻ a resenha. E ṇo deixe de conferir a pegadinha, baseada no filme, aqui ).

02Jessabelle
O filme conta a história de Jessabelle, uma jovem que retorna à casa do pai depois de um acidente. Detalhe que o pai mora em uma cidadezinha, onde ela vai rever um ex-namorado (e vai rolar um clima, sim!). Festa estranha, com gente esquisita, na qual a Jessie começa a descobrir mais sobre a mãe (que morreu quando ela era pequena), enquanto um fantasminha nada camarada começa a atormentar a moçoila (que já chegou na cidade meio atormentada).

03Jessabelle
Já deu pra ver que temos muitos elementos de filmes de terror tradicionais aqui: casa velha mal-assombrada, passado obscuro de personagens, mocinha sozinha e dependendo de outros, segredos, atividades paranormais (as cenas de Jessie na cama, à noite, com aquele véu contra mosquitos fechado, vendo alguém sentado em sua cadeira de rodas e a observando, são bem tenebrosas, ainda mais porque envolvem um lugar no qual a gente se sente tão seguro – o quarto, a cama, a hora de dormir, o escuro, o monstro que mora no armário). E tudo isso se passa em um local clássico para filmes de terror: o sul dos Estados Unidos, mais precisamente a Louisiana, com o Rio Mississippi logo ali ao lado, sempre obscuro e cheio de mistérios, além de contar com uma porção de rituais e lendas/mitos da área… Joga em cima de tudo isso uma trilha sonora que só faz aumentar a tensão, uma mocinha que não consegue correr do perigo porque está presa a uma cadeira de rodas, e a lambança tá feita.

04Jessabelle
Muitos elementos deste filme me fizeram lembrar de A Chave Mestra (filme com Kate Hudson, cerimônias místicas e muito suspense em New Orleans – veja o trailer aqui ). Principalmente porque ambos os filmes dão dicas do que vai acabar acontecendo, mas, na maioria das vezes, só conseguimos montar o quebra-cabeças no final (ou não, tem gente que não vê graça nestes filmes porque já de cara adivinha a trama toda… blá!). O bom é que este tipo de filme fica melhor ainda quando assistimos uma segunda vez (fica a dica!).

05Jessabelle
O diretor, Kevin Greutert, já tem certa experiência com filmes de terror. Ele já dirigiu um dos Jogos Mortais (o VI, pra ser mais exata), e trabalhou na montagem de diversos outros filmes de terror (Colecionador de Ossos 2, Os Outros, e vários Jogos Mortais). Depois de Jessabelle, podemos esperar coisas incríveis desse sujeito. E o roteirista, Robert Ben Garant, escreveu e dirigiu uma comédia de terror, Hell Baby, que ainda está por chegar a terras tupiniquins ( confere o trailer aqui ).

06Jessabelle
Então corre conferir este super lançamento, e não deixa de levar o gato (ou a gata) pra ter alguém em quem se apoiar nos momentos mais tensos do filme 😉

Nota:

[wpdevart_youtube]lyDB8O_PYsk[/wpdevart_youtube]

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro