Os Olhos Amarelos dos Crocodilos │ Resenhas: Quadro por Quadro

Resenha │ Os Olhos Amarelos dos Crocodilos

02.07.2015 │ 12:28

Títulos diferentes sempre chamam minha atenção. Foi o caso de “Os olhos amarelos dos crocodilos”, filme francês baseado no livro de mesmo nome, da autora Katherine Pancol, que conta a história de Íris (Emmanuelle Béart) e Josephine (Julie Depardieu), irmãs completamente diferentes uma da outra. Enquanto Íris é linda, loira, rica e vaidosa, mas fútil, não trabalha e vive de aparências, Josephine é bonita (mas discreta e pouco autoconfiante), morena e na dela, historiadora especialista na Idade Média, mãe de duas filhas – uma adolescente e outra pré-adolescente – e com um marido bem babaca, do qual ela se separa ao descobrir que a está traindo.
Logo no início, Jo – como é chamada pelos mais chegados – se separa de seu marido encosto, provando que antes só do que mal acompanhada. Íris é casada com Philippe, interpretado pelo famoso Patrick Bruel (ele aparece em “Sabrina” como o francês bonitão), mas leva uma vida enfadonha, está sempre contando umas mentirinhas para as amigas e fica desconfiada de que o marido a esteja traindo. Até que um dia conta que está escrevendo um livro, adivinha sobre o quê? Um romance passado na Idade Média.
Ávida por glamour e atenção e querendo manter o orgulho frente às amigas e todos que não acreditam que ela possa escrever um livro, Íris convence Jo a escrevê-lo para ela, com a condição de que Jo fique com o retorno financeiro enquanto ela fica com a fama. Jo acaba aceitando o acordo e o romance vira um sucesso de vendas, alçando a irmã à fama e possibilitando à Jo quitar as dívidas. Enquanto isso, o marido foi viver na África do Sul com a antiga amante criando crocodilos.
As coisas começam a desandar quando Jo sente falta de poder expressar o orgulho e a felicidade de ter um romance publicado, mas sofre calada, pois não tem coragem para reivindicar o que é de sua autoria por direito. Nesse meio tempo, Jo ainda arranja uma paixão platônica por Luca, um moço que sempre está na biblioteca enquanto ela escreve o romance.
Os olhos amarelos dos crocodilos é um filme excelente, surpreende o expectador com algumas viradas na trama e dosa muito bem suspense e humor, drama e romance. Josephine é uma personagem com quem é fácil se identificar, e a atriz, filha do Gérard Depardieu, não decepciona, interpreta a personagem com naturalidade e muito carisma, assim como Patrick Bruel, que interpreta outro personagem que rouba cenas e é charmoso até dizer chega.

Os Olhos Amarelos dos Crocodilos

()
País:
Direção:
Roteiro:
Elenco:
Ano:
Duração:

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro