Samba

09.07.2015 │ 11:49

09.07.2015 │ 11:49

Há quem fuja do cinema francês por não se acostumar com seu ritmo e estilo de narrativa. Samba é um filme francês que se aproxima bastante do que é visto no cinema americano e isso não o torna um filme ruim.

01Samba
Na trama, Samba (Omar Sy, de Intocáveis) é um imigrante do Senegal que vive há 10 anos na França e, desde então, tem se mantido no novo país às custas de empregos pequenos. Alice (Charlotte Gainsbourg, de Ninfomaní­aca), por sua vez, é uma executiva experiente que tem sofrido com estafa devido ao seu trabalho estressante. Enquanto ele faz o possí­vel para conseguir os documentos necessários para arrumar um emprego digno, ela tenta recolocar sua saúde e a vida pessoal no trilho, cabendo ao destino traçar sua relação.

Com uma trama como esta, Samba se aproxima da realidade vivida pelos imigrantes ilegais de uma forma como o cinema francês raramente o faz. Mas trata o tema com uma certa leveza, típica do cinema hollywoodiano.

02Samba
A direção de Eric Toledo e Olivier Nakache (diretores por trás de Intocáveis, sucesso de 2011) faz do filme quase uma comédia romântica com temas um pouco mais dramáticos que o normal. Omar Sy, que repete sua parceria com a dupla de diretores, é a alma do filme e sua interpretação como o senegalês do tí­tulo é comovente e ao lado de Charlotte Gainsbourg eles constroem duas personas psicologicamente complexas.

A trama é previsível, mas dá o charme que o filme precisa. A inocência de Samba e as feridas do passado de Alice vão moldando o filme e envolvendo o espectador, que começa a se preocupar com eles e torcer por um desfecho positivo para os personagens.

03Samba
O filme pode não trazer nada de novo na forma como é construí­do, mas não deixa de ser um entretenimento de qualidade.

Nota:

[wpdevart_youtube]WPPThVUwe4U[/wpdevart_youtube]

Você também pode gostar…

  • Leia mais
    Mad Max: Estrada da Fúria
    14.05.2015
  • Leia mais
    Love, Death & Robots - 1ª Temporada
    15.03.2019
  • Leia mais
    Amor Paris Cinema
    29.09.2017
Quadro por Quadro