Resenha │ Monsieur & Madame Adelman

21.07.2017 │ 14:09

Com direção de um dos protagonistas da história, Nicolas Bedos, Monsieur & Madame Aldeman fala sobre os altos e baixos de uma vida em casal pouco convencional.

Victor é um escritor que vem de uma família de classe média alta, mas com ideais esquerdistas. Claramente sonhador, não se envolve emocionalmente com mulheres e lembra bastante um Chandler (Friends <3) ao apontar a imperfeição de uma mulher alta por seu nariz e dentes desproporcionais. Já nossa narradora, Sarah, mestranda em Letras e vinda de uma família judaica de classe média, é uma mulher prática, feminista, que sabe bem o que quer. É ela que se interessa por Victor e corre atrás de seu objetivo. A narração de Sarah é bastante fluida e permeada de pequenas surpresas, tornando o ritmo muito persuasivo e envolvente. À medida que os anos passam, vemos a evolução emocional, financeira e profissional do casal Adelman, o sucesso de sua carreira na literatura, com o Monsieur sempre amparado pelas revisões e orientações de Sarah, assim como as transformações de uma França desde os anos 70 até hoje, seja em seus costumes, sua política, sua linha de pensamento.
Essa dramédia peca um pouco na dosagem dos extremos. Embora a trama comece de forma divertidíssima, ela chega a um meio bem melodramático, para depois retomar à força inicial. Mas não deixe isso te desanimar, pois a grande conquista do filme está na química entre os protagonistas da história, no diálogo rápido e espirituoso – e no elemento surpresa, que pode ser previsto por meio de pistas deixadas ao longo da trama. Além disso, nos deparamos com uma grande história de amor, com todas as dificuldades reais de um relacionamento longo, envolvendo filhos, fidelidade, família.
Nota:

[wpdevart_youtube]NjGhit4ohDs[/wpdevart_youtube]

Monsieur & Madame Adelman

()
País:
Direção:
Roteiro:
Elenco:
Ano:
Duração:

Você também pode gostar…

Quadro por Quadro